Você não entenderá sobre Bitcoin enquanto pensar que Dinheiro é real

Bitcoin vs Dinheiro
Bitcoin vs Dinheiro

O Bitcoin é uma ilusão, uma alucinação em massa, é o que nos dizem. São apenas números no ciberespaço, uma miragem, insubstancial como uma bolha de sabão. O Bitcoin é apoiado apenas na fé dos tolos que compram e dos mais tolos ainda que compram esses tolos menores. Mas quer saber? É justo. E tudo isso é verdade.

O que não é fácil de entender é que os dólares americanos também são uma ilusão. Eles também são números virtuais. Às vezes, armazenados em papel ou moedas, mas enquanto o papel e as moedas são materiais, os dólares que eles representam não são. Os dólares norte-americanos são apoiados apenas na fé dos tolos que aceitam o dólares como pagamento e de outros tolos que concordam, por sua vez, em aceitá-lo como pagamento também. A diferença é que, até os dias de hoje existe a ilusão das pessoas aceitarem dólar como pagamento.

Na verdade, cerca de 90% do dólar americano, é puramente abstrato, literalmente eles não existem em forma tangível. James Surowiecki relatou em 2012 que “apenas cerca de 10% da oferta de moeda dos EUA – cerca de US $1 trilhão do total de US $10 trilhões existe na forma de papel moeda e moedas”. Não há nada que impeça nosso sistema bancário de criar mais dólares sempre que o clima piorar.

O dólar americano é conhecido como moeda fiduciária, conhecida também pelo nome fiat, que do o latim significa “deixe existir”. A tentação dos líderes dos estados-nação de fabricar dinheiro tem sido historicamente irresistível. O resultado evidente desse desatino é a inflação: o poder de compra de US$ 1 em 1959, é agora equivalente à 12 centavos.

A blockchain da bitcoin foi criada para resolver essa fraqueza histórica. Depois que o 21 milhões de bitcoins forem minerados, o que acontecerá por volta de 2140, o sistema não produzirá mais bitcoins.

Existem algumas diferenças radicais entre as criptomoedas e o dólar americano. Por exemplo, as transações que ocorrem no sistema bitcoin são registradas em um livro irreversível (na blockchain) que não depende de nenhuma autoridade bancária ou governamental, ela depende apenas de uma rede de computadores que interligados de forma decentralizada e totalmente anônima via protocolo P2P, para que todos possam participar. Além disso, novamente, o fornecimento de bitcoins é fixo. Entretanto, o anonimato da criptomoeda não é, talvez, tão à prova de balas quanto o anonimato do dinheiro.

O dinheiro em si é uma ilusão, uma alucinação em massa. Você está trabalhando duro para conseguir crescer e se manter, mas mesmo assim, a única coisa real que existe é seu poder simbólico.

Os argumentos comuns contra criptomoedas, bitcoin, e sua tecnologia blockchain que os sustenta, invariavelmente deixam de levar em conta o fato de que sua natureza é provisória e frágil semelhante ao dinheiro comum. As criptomoedas não podem ser entendidas por quem pensa que o dinheiro é real ou apoiado por algo que não seja a confiança humana em instituições cuja estabilidade é sempre duvidosa. O dólar americano é respaldado pela fé no crédito total dos Estados Unidos

Nossas instituições financeiras são profundamente defeituosas e propensas à corrupção, e isso ocorre muito antes do surgimento da bitcoin.

Bitcoin é um projeto com uma motivação política desde o começo, um novo sistema explicitamente construído para possibilitar negociações digitais entre duas pessoas, de forma inviolável e sem intermediários, no qual, se tornou alternativa melhor do que os sistemas bancários existentes.

Dizer que “bitcoin é uma fraude” só porque existem atores que roubam as pessoas é a mesma coisa que dizer “a indústria de serviços financeiros é uma fraude” só porque a empresa de Jamie Dimon é tola. Bitcoin foi usado na dark web para compra e venda de drogas, mas a maioria das notas de cem dólares carregam traços de pó de cocaína. O fato do dinheiro ser usado em transações criminosas deslegitima o dinheiro? Não. A verdade é que o dinheiro está contaminado há séculos em sua própria essência.

Investidores de Wall Street à Sand Hill Road já investiram quantias significativas de dinheiro, tempo e esforço para negócios baseados em blockchain, pois essa tecnologia pode ser programada para nos fornecer informações incorruptíveis. Quaisquer que sejam os defeitos no sistema que Satoshi Nakamoto lançou em 2009 – e ainda são substanciais – ele provou que existe realmente uma maneira de criar registros confiáveis e transações seguras, de forma totalmente independente de autoridades externas.

A luta pela estabilidade de qualquer moeda é sempre um jogo quase perdido, porque onde quer que haja uma chance de jogar sujo ou forjar uma transação, a natureza humana vai procurar meios de trapacear. Mesmo nos países desenvolvidos, temos estabilidade limitada e precária e é necessário auditoria e muito trabalho por ​​pessoas de princípios, e mesmo assim, nunca haverá a certeza de um sistema perfeito.

A luta para preservar a ilusão de que o dinheiro é real nunca acaba, e nunca pode acabar.

Fontes:

Data: | Autor: Caio RibeiroTags: Bitcoin, Criptomoedas,Mercado

Compartilhe este artigo