O que ninguém te disse sobre Contratos Inteligentes

Contratos Inteligentes
Contratos Inteligentes

Muito se ouve falar no universo de criptomoedas sobre contratos inteligentes, mas alguém já te explicou o que são contratos inteligentes? No artigo de hoje vamos te mostrar como é fácil entender sobre essa tecnologia.

O que são contratos inteligentes?

Um contrato inteligente é um protocolo especial destinado a contribuir, verificar ou implementar a negociação ou a execução de um contrato. Permitem realizar transações sem terceiros. Essas transações são rastreáveis ​​e irreversíveis. Contratos inteligentes contêm todas as informações sobre os termos do contrato e executam automaticamente todas as ações previstas.

Como surgiram os contratos inteligentes?

A idéia foi originalmente descrita pelo cientista da computação e o criptógrafo Nick Szabo em 1994. Ele definiu os principais princípios dos contratos inteligentes, mas na época não havia um ambiente apropriado para realizá-los. Muito mudou desde que surgiu a tecnologia blockchain. Por exemplo, o bitcoin baseou-se na contratação por essa tecnologia, no entanto, suas ferramentas não conseguiram atender a todas as necessidades que um contrato inteligente requer. Foi então que Vitalik Buterin em 2013 criou a plataforma Ethereum, onde as aplicações funcionam exatamente como programadas, sem qualquer possibilidade de censura, fraude ou interferência de terceiros. Isso porque o contrato é imutável, não podendo alterá-lo depois de executado.

Como funciona os contratos Inteligentes?

O princípio de funcionamento pode ser comparado ao trabalho das máquinas de venda automática. Executam apenas as instruções que lhes são fornecidas automaticamente. Em primeiro lugar, os ativos e os termos do contrato são codificados e colocados no bloco de um blockchain, como o da Ethereum que é específico à ele. Este contrato é distribuído e copiado várias vezes entre os nós da plataforma. Após o desencadeamento, o contrato é executado de acordo com os termos predefinidos. A blockchain** armazena e replica o documento, isso lhe concede segurança e imutabilidade, e faz com que isso não seja alterado por ninguém. O programa verifica a implementação dos compromissos automaticamente.

O que se precisa para criar um contrato inteligente?

  • O objeto do contrato: O programa deve ter acesso a bens ou serviços sob contrato para bloquear e desbloqueá-los automaticamente.

  • Assinaturas digitais: Todos os participantes iniciam um acordo assinando o contrato com suas chaves privadas.

  • Termos do contrato: Os termos de um contrato inteligente assumem a forma de uma sequência exata de operações. Todos os participantes devem assinar estes termos.

  • Plataforma descentralizada: O contrato é implantado na blockchain e distribuído entre os nós da plataforma, temos por exemplo a blockchain da Ethereum que é a mais famosa em contratos inteligentes, e dentro dela o token Ether que viabiliza as transações.

Onde podem ser usados os contratos inteligentes?

Eleições

Os resultados de votação serão colocados no blockchain e distribuídos entre os nós da rede. Todos os dados são criptografados e anônimos. Este método elimina qualquer possibilidade de manipulação com a cédula, por ser descentralizada como explicado anteriormente.

Gestão

A blockchain não só fornece um registro único, como também ajuda a evitar problemas na comunicação e fluxo de um trabalho graças à sua precisão, transparência e automatização.

Logística

Com um contrato inteligente cada pessoa pode ver o andamento do processo e fazer o trabalho no tempo certo. Isso asseguram a transparência nos termos do contrato, proteção contra fraudes e também fornecer rastreamento de remessas.

Existem outras aplicações para os contratos inteligentes, como: sistema bancário, seguros, imóveis, registros de casamento e nascimento, entre outros.

Benefícios dessa tecnologia

Segurança

O contrato inteligente é criptografado e distribuído entre nós da rede. Isso garante que não será perdido ou alterado nenhum dado do contrato sem sua permissão.

Economia e velocidade

A maioria dos processos é automatizada e os intermediários são eliminados, por se tratar de uma plataforma descentralizada.

A blockchain da Ethereum é a mais avançada do setor de contratos inteligentes, porém para se trabalhar nela terá que utilizar seus tokens Ether ou simplesmente ETH. Existem outras plataformas blockchains que utilizam contratos inteligentes dentro do sistema. O próprio Bitcoin trabalha dessa maneira, mas tem capacidade limitada para realizar a tarefa. Existem também a Neo smart economy, NXT, e recentemente a Plataforma WAVES, que colocou no seu roadmap a implementação dos contratos inteligentes dentro de sua blockchain.

Fonte: CoinTelegraph

Data: | Autor: Willian BrunoTags: Ethereum, Criptomoedas

Compartilhe este artigo