O que é bitcoin?

Símbolo do Bitcoin
Símbolo do Bitcoin

O bitcoin é um dinheiro digital, uma criptomoeda. Uma criptomoeda possui valor semelhante a uma moeda, como o dólar, o euro, entre outras, mas ela é existente apenas no mundo digital, usada através da internet, gerada através de processamento da criptografia. O bitcoin é considerado a pioneira no conceito de moeda descentralizada digital, onde não há um emissor ou órgão governamental controlando ou intermediando as transações.

O bitcoin é considerada uma moeda deflacionária, pois há um limite fixo de 21 milhões de bitcoins a ser transacionado, e não é possível injetar mais do que esse total máximo do bitcoin, e tudo isso é garantido através da criptografia, diferentemente da moeda brasileira, o real, que é inflacionário, pois o governo tem o poder de imprimir dinheiro quando quiser, e consequentemente isso gera inflação.

O surgimento do bitcoin aconteceu em outubro de 2008, quando um usuário anônimo com nickname Satoshi Nakamoto postou em um fórum digital o paper: Bitcoin A Peer to Peer Electronic Cash System. Nesse artigo ele explica todo o funcionamento e a tecnologia por trás da moeda bitcoin. Até hoje não se sabem quem foi Satoshi Nakamoto, ou se esse nome foi criado um grupo de pessoas que não quiseram se identificar.

Bitcoin permite transações financeiras sem precisar de um intermediário ou terceiro, e sem uma entidade controladora. O bitcoin é transacionado através do protocolo P2P (peer-to-peer) que significa de ponto a ponto. Uma pessoa pode transferir bitcoin, ou frações de bitcoin diretamente pra outra pessoa através dos endereços das wallets (termo em inglês que significa carteira virtual).

A confiabilidade da transação se deve a matemática envolvendo a criptografia que garante que não haverá adulteração nas transações e todo registro das transações são publicados na blockchain. Veja nesse blog o post: Introdução sobre Blockchain para entender melhor sobre essa tecnologia.

Para resolver esses cálculos do algoritmo são utilizados computadores de grande poder de processamento, que funciona 24h por dia, e 7 dias por semana. Esse processamento é chamado de mineração, que se baseou na referência a mineração de ouro, só que no caso do bitcoin, pessoas de qualquer lugar do mundo alugam seus computadores para processarem as transações do bitcoin.

Todos os computadores que mineram a bitcoin são interligados entre si pela rede blockchain, assim que os cálculos são solucionados gera-se um código e é registrando nos blocos (um bloco pode conter dezenas de transações) da blockchain.

Os computadores que estão interligados nessa rede confirmam se o código gerado está correto e, assim que um bloco for completamente preenchido, ele é confirmado e enviado para a blockchain. Em seguida, o sistema verifica quais mineradores foram responsáveis pela aprovação das transações daquele bloco. Feito isso, ele libera a recompensa em bitcoins que estava escondida nesses cálculos, que será distribuída e enviada para cada minerador responsável pelas transações. Muito parecido quando o minerador de ouro bate com uma picareta na pedra e acha o ouro escondido.

Fontes:

Data: | Autor: Willian BrunoTags: Blockchain, Bitcoin

Compartilhe este artigo